Stivale Brasil, empresa de Importação e Exportação de produtos que oferece produtos de qualidade diferenciada, a preços competitivos, com garantia na utilidade, rapidez na entrega e excelência no atendimento.


2015-12-02


Economista Cláudio Frischtak, destacou os principais desafios enfrentados pelas regiões metropolitanas: mobilidade, adensamento urbano e bons serviços.

 A Região Metropolitana recebe, nesta quarta-feira, a última etapa do Agenda Goiás - Participação e Competitividade. O projeto, que está em sua segunda edição, debateu problemas e apresentou propostas para subsidiar políticas públicas para os próximos dez anos no Estado. Depois de percorrer nove cidades, o seminário chega a Goiânia para debater o tema Desenvolvimento Urbano da capital e de 19 municípios ao seu redor.

Pela manhã, palestras de dois especialistas abriram o evento. O economista Cláudio Frischtak, destacou os principais desafios enfrentados pelas regiões metropolitanas: mobilidade, adensamento urbano e bons serviços. "Precisamos de cidades integradas para atrair empreendedores e tornar a cidade competitiva", disse.

A arquiteta Érika Cristine Keneib destacou a questão do transporte coletivo. No período da tarde, fóruns de discussões estão programados para dar sequência aos debates, com a participação da população.

O Agenda Goiás é uma realização do jornal O POPULAR, com o apoio da Secretaria Estadual de Gestão e Planejamento (Segplan) e do Serviço de Apoio as Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-GO). O projeto dividiu o Estado em 10 microrregiões, cada uma com as suas potencialidades e necessidades. Em cada etapa foram feitas palestras sobre temas pré-definidos para cada microrregião.

"A gente chega à etapa final dessa segunda edição do Agenda Goiás com uma sensação gratificante de dever cumprido. Porque a proposta é unir a sociedade civil organizada aos governos, criando entre eles um canal qualificado de discussão de temas que são fundamentais para o desenvolvimento dos municípios e do Estado", disse o presidente do Grupo Jaime Câmara (GJC), Cristiano Câmara.

Na abertura do encontro, o governador Marconi Perillo falou dos bons resultados do primeiro Agenda Goiás, realizado há dez anos. De acordo com o governador, o debate e propostas de planejamento para a década seguinte ajudou na modernização, desenvolvimento econômico e redução das desigualdades sociais do Estado.

Nesta última etapa da segunda edição da Agenda, o governador elegeu o desenvolvimento urbano como o debate mais importante da atualidade. "Para onde queremos ir? Que cidade queremos ter? Esse é o debate mais importante que temos hoje. Esse tema é extremamente desafiador."

Para o secretário estadual de Gestão e Planejamento, Thiago Peixoto, depois de discutir o Estado, agora é preciso executar o que foi planejado. "Estamos em uma linha de chegada, mas também em um ponto de partida. Criar um plano, ter uma agenda, promover discussões é muito importante. Mas implantar é essencial", destacou.

Na abertura do evento, o secretária estadual das Cidades, Meio Ambiente e Infraestrutura, Vilmar Rocha, anunciou medidas para minimizar alguns problemas enfrentados na Grande Goiânia. A principal delas é a extensão do BRT em 5 quilômetros, em Aparecida de Goiânia. O corredor de ônibus rápido deverá se estender do Terminal Cruzeiro do Sul ao Terminal Veiga Jardim. Segundo o gestor, o Estado disponibilizou R$ 3 milhões para o projeto.

Fonte:O Popular - Agenda Goiás

Autor: Gabriela Lima




Veja mais...