Stivale Brasil, empresa de Importação e Exportação de produtos que oferece produtos de qualidade diferenciada, a preços competitivos, com garantia na utilidade, rapidez na entrega e excelência no atendimento.


2013-07-21


Imprimir facilidade na locomoção garantindo segurança e qualidade de vida é um dos principais objetivos e desafios das ações em defesa da mobilidade urbana.

 Ao longo das últimas décadas, o trânsito tem sido um espaço de expressão da cultura e do comportamento dos brasileiros.

Depois da adoração ao veículo estimulada no século 20, com a chegada das primeiras montadoras de carros no País, hoje o foco é a mobilidade urbana, com um trânsito sustentável e cidadão.

Diante do avanço dos crimes de trânsito e mortes provocadas, em sua maioria por imprudência na condução dos veículos, a Organização das Nações Unidas (ONU) estipulou a Década de Ação pela Segurança no Trânsito (2011-2020). A proposta é estimular que cidades de todo o mundo desenvolvam ações para reduzir em 50% as vítimas da violência no trânsito, que mata cerca de 1,3 milhão de pessoas por ano no planeta.

Em Goiânia, a humanização do trânsito com o propósito de preservar as vidas e organizar a fluidez das vias está na pauta de ações do poder público municipal, com investimentos em projetos de educação para o trânsito, corredores preferenciais de ônibus, obras, fiscalização e melhorias no transporte coletivo.

Ao priorizar o trânsito e a mobilidade urbana, a gestão municipal aposta numa cidade com qualidade de vida sustentável e planejada. Neste contexto, uma conquista dos cidadãos foi o corredor preferencial de ônibus. Um modelo que ganhou adesão popular e aumentou a velocidade dos veículos do transporte coletivo, reduzindo o tempo de viagem.

Em um ano de implantação, o corredor preferencial Universitário fez com que a velocidade dos ônibus aumentasse em até 63%, o número de acidentes caiu 14,8% e o de feridos, 35,3%.

A reorganização do trânsito trouxe mais segurança para todos os que circulam pela região. Vale destacar que neste período nenhuma morte por acidentes de trânsito foi registrada ao longo da via.

O corredor preferencial da T-63, ainda em fase de implantação, também ganhou a adesão dos goianienses. Pesquisa realizada pelo Instituto Verus, em junho deste ano, aponta que 85% dos usuários do transporte coletivo apoiam a implantação dos corredores preferenciais em Goiânia. A pesquisa entrevistou 900 pessoas e foi feita a pedido do Fórum de Mobilidade Urbana da Região Metropolitana de Goiânia.

Esses resultados reforçam a necessidade de se observar o trânsito urbano não somente pela ótica dos carros e motoristas, mas, sobretudo, pelas necessidades dos usuários do transporte coletivo, ciclistas e pedestres. Dessa forma, a prioridade da atual gestão municipal é justamente atender as demandas coletivas, favorecendo uma cultura mais cidadã e de participação das pessoas no cotidiano da cidade.

Patrícia Pereira Veras é secretária Municipal de Trânsito, Transportes e Mobilidade de Goiânia (SMT)

Fonte: O Popular / Opinião




Veja mais...